sexta-feira, 8 de junho de 2012 | By: Mel Santos

Perfeitamente poeticáveis

 
Mexe com minha existência,
me faz sonhar com amor...e sonho contigo
Não mereço...todavia,sonho...

Nessa vida que amor é tão raro,
que o tempo passa tão depressa que voa ...
(quando eu era criança...)
Ahh...tudo passava além...
Hoje...o tempo é um tiro - um trem bala!

As cartas de amor perdem-se no pensamento
na falta de ação...nos teus dedos que
meus cabelos nunca hão de sentir,
no beijo em minha face...que morrerei
de esperar... 

Sabes... a quietude
que te provoco me mata de inquietação...
E um desejo enorme de te ter diante
do meu olhar...e basta fechá-los!
 
Bem sei...que o silêncio é sempre
a melhor resposta pra uma carta de amor!

Ps: Que não vingou



Mel



0 comentários:

Postar um comentário

Se gostar deixe um comentário

Mel