sábado, 1 de dezembro de 2012 | By: Mel Santos

Pensamentos


Corroem-me, enegrecendo-me as células,
desejo de fuga! desespero-me,
e vou para longe de mim...

Uma subjetividade fatídica
ata-me os pés ao negrume,

uma diz não,a outra diz sim!

E nessa angustia tamanha...

Vago sem direção,sem saída ...
num túnel sem fim, sem lume...

Dias de trevas...
Nada além de tua palavra
me alegra...

Somente quando diz-me:
- Olha, carinho...[dou-me uma trégua.]


 Mel






Licença Creative Commons














0 comentários:

Postar um comentário

Se gostar deixe um comentário

Mel