terça-feira, 25 de dezembro de 2012 | By: Mel Santos

Rumo a você



Preparo os meus pés pra você,
ainda que,me seja "Inviável",
preparo-me para esse voo incerto,
numa grande viagem...
Será que devo fincá-los ao chão?

[bem sei que,quem não sonha
não vive,tampouco merece o céu,
portanto te cubro de beijo e carinho
te rego com Mel]


Se é tarde ou cedo?...sei lá!
Apenas vejo que,Cintila o Sol
no espelho d'água
e com ele meu desejo por você,
o que me faz levitar...

Mesmo sendo barco cravado de balas
minha tripulação é essa vontade,

então,minhas velas estão
a todo vapor,rumo norte
nesse mar de desejo que
invade-me [de corpo e alma]...



Mel 

 
Licença Creative Commons






Ando tão à flor da pele
Qualquer beijo de novela
Me faz chorar
Ando tão à flor da pele
Que teu olhar "flor na janela"
Me faz morrer

Ando tão à flor da pele
Meu desejo se confunde
Com a vontade de não ser
Ando tão à flor da pele
Que a minha pele
Tem o fogo
Do juízo final...(2x)
Barco sem porto
Sem rumo, sem vela
Cavalo sem sela
Bicho solto
Um cão sem dono
Um menino, um bandido
Às vezes me preservo
Noutras, suicido!

Ando tão à flor da pele
Qualquer beijo de novela
Me faz chorar
Ando tão à flor da pele
Que teu olhar "flor na janela"
Me faz morrer
Ando tão à flor da pele
Meu desejo se confunde
Com a vontade de nem ser
Ando tão à flor da pele
Que a minha pele
Tem o fogo
Do juízo final...(2x)

Barco sem porto
Sem rumo, sem vela
Cavalo sem sela
Bicho solto
Um cão sem dono
Um menino, um bandido
Às vezes me preservo
Noutras, suicido!

Oh, sim!
Eu estou tão cansado
Mas não prá dizer
Que não acredito
Mais em você
Eu não preciso
De muito dinheiro
Graças a Deus!
Mas vou tomar
Aquele velho navio
Aquele velho navio!














1 comentários:

Bia Hain disse...

Mel, que poema maravilhoso, estou sem palavras...um dos mais lindos que li por aqui. Que os seus desejos naveguem e cheguem seguros ao porto de quem ama. Um abraço!

Postar um comentário

Se gostar deixe um comentário

Mel