domingo, 25 de março de 2012 | By: Mel

Valeu a pena!


Embora muito doída,
tenha sido tua partida,
não tenho medo de amar...

Quero de novo esse gosto,
pois inda parto do pressuposto
de que amar sempre vale a pena!

Se estás vivo e eu não morri,
então valeu pelo que senti,
valeu por todos poemas...

Hoje estou mais inteira,
juntei os cacos e as telhas
e volto pro meu bailado...

Não tenho mais teu carinho,
porém sigo o meu caminho,
valeu pelo que tenho
guardado!


Mel








1 comentários:

Aurelio disse...

Olá mel!
Bacana, se o amor se quebra, junta-se os cacos e quem sabe um outro amor faça dos dois em cacos um novo amor inteiro e completo!
Beijão Docinho!!!

Postar um comentário

Se gostar deixe um comentário

Mel