sexta-feira, 25 de maio de 2012 | By: Mel Santos

Meu jardineiro


Te dei minha cor...
Flori teu caminho...
perfumei o teu rastro...
te dei vida em mim...

Preenchi tuas manhãs,
e o teu jardim...
E quando me apaixonei...
Fugiste de mim...

Para que me cultivaste?
Por quê,despertaste
o amor em mim?...

Se apenas perfume querias...
Já tinhas as rosas...
Para quê,os jasmins?...


Mel 






1 comentários:

Bia Hain disse...

Concordo, Mel...Se não é para ficar junto, por que despertar o amor no outro? Um abraço!

Postar um comentário

Se gostar deixe um comentário

Mel