terça-feira, 19 de junho de 2012 | By: Mel Santos

Noites vazias


Tantas vezes te desejei...
Numa palavra de consolo,num gesto...
E fostes simplesmente o silêncio,
um eco de dor em minh'alma...
Vencida pelo sono me abandonei e dormi...
E perdi minha paz, e perdi minha calma!

Passei a sonhar pra poder existir!
...nenhum ruído teu abrandou o meu fogo, 

me trouxeste mais dor...angustia e sufoco!
...Minhas mãos nas noites vazias à procura de ti,
continuavam vazias...e as tuas cada vez mais frias 

nem sabiam de mim...quantas vezes me virates as costas
fingindo dormir...hoje, somos só solidão!
Nessas horas...mataste o amor,mataste a mim,
desejei não mais existir!...
Não luto mais por causa perdida!
Me jogaste no mundo,me jogaste na vida!
Não te dou meu perdão!
Perdi o sagrado,perdi a inocência,
por migalhas de amor...
Me atirei na indecência...
Se tivesse coragem... fugia de ti!
Maria


Mel











1 comentários:

Postar um comentário

Se gostar deixe um comentário

Mel