segunda-feira, 30 de janeiro de 2012 | By: Mel

Confesso



Não tenho como mentir,tu te debruças
em minhas janelas e brincas me fazendo sorrir
És uma brisa tão leve a me assoprar pela face
que acendes os desejos em mim,e a sedução então faz-se!

Assim não dá...não tenho como fugir
É um amor tão gostoso que sinto
ao encostar em ti ...e nem o manjar
dos deuses tenho vontade de provar...


Pois tu,só tu... me ensina a te degustar...
Humm.....essa pausa...esse tempo...é somente
pra te sentir e te cheirar...te cheiro de olhos
fechados e sinto o mel na boca a salivar...

Aguças todos meus sais,e a vontade
de te beber é sede boa demais...
É sede que não sacia,é boca que te procura,
De fome que não alivia,és minha doce loucura!




1 comentários:

Bia Hain disse...

Lindo poema, "me ensina a te degustar"...Como é bom querer degustar alguém. Um abraço!

Postar um comentário

Se gostar deixe um comentário

Mel