domingo, 1 de abril de 2012 | By: Mel

Amor!


Que poeta seria eu
Se não soubesse
falar de Ti?...

Se És Amor e Perdão
O Multiplicador de pão
Passado ,presente e porvir!

Que poeta seria eu?
Se não conseguisse
Te definir...

Tu que fizeste do amor
a razão de todo o existir;

Que poeta seria eu?...
Se não compreendesse
Tuas palavras...
Com que autoridade
poderia eu poetá-las?...

Que poeta seria eu?...
Sem entender a mensagem
Da Boa Nova, que viste
ao mundo trazer!
...de que somos todos
iguais...e o que dói no outro,
em mim também pode arder...

E quando mi'alma grita
És Tu que meu peito invade
E cura minhas feridas!

Que poeta seria eu?...
Sem compreender
que as mãos foram
feitas para doar...

Doar o amor e o pão,
a cura e compaixão
e feitas pra consolar!

Que poeta seria eu?...
Sem reconhecer,
que Tu És o Meu Senhor,
que És O Salvador
e vieste pra nos ensinar...

Que poeta seria eu?
Se não tivesse o dom
de amar...
Não haveria sentido...
Sentindo em poetar!

Que poeta seria eu?
Se não soubesse,
Que És palavra
Santificada;
Essência da Rosa
Mística, e por
Seu ventre Imaculada...

Que poeta seria eu?
Se não soubesse
de amor...Não saberia de nada!

Pois bem sei...
Que És o Caminho, a Verdade
e a Vida...Que somente
Tu És a Luz...Que
Somente Tu Iluminas,
com Tuas palavras Benditas
- Bendito Sejas Jesus!

Mel


 





2 comentários:

Vilmar Florenço disse...

Lindo, amei que você possa continuar com seus poemas lindos, Deus a abençoe.Vilmar.
Visite o nosso blog. http://vivavidaemcristo.wordpress.com/

Mel Santos disse...

Boa tarde Vilmar!

Muito obrigada!
Gostaria de fazer mais poesias para Jesus,porém me sinto tão incompetente para tal...

Um doce abraço!

Postar um comentário

Se gostar deixe um comentário

Mel