quarta-feira, 30 de maio de 2012 | By: Mel Santos

Tu és a razão do amor...e de Mel


Tudo que sempre quis...
Ser tua,passear por aquelas vielas
de mãos dadas olhando pra Lua,
onde caminhas tristonho...
 
Inda que em noite estrelada e bela
Com moçoilas bonitas...de vidas ocultas,
faces pintadas em aquarelas...

Inda que o céu te sorri...e
scorre-te lágrimas,
foge-te o sonho... Leva-me (te farei feliz)!...
Serei tua sempre donzela...
Só contigo encontro a paz!

Me fiz para ti...Tuas palavras

sãos ecos do meu desejo,me fazes sorrir!
Sabes?...Tatuaste-me a alma!
Amo-te...e te amo sentir!

Quantas vezes...desejei esse eco...

Reverberação...no instante exato
Meu amor,sempre estiveste aqui...
Nesse hiato do tempo!Combatente
algoz...esperei esse eco!...
- Gritando por nós!

Tua,toda tua...te quero pra mim...

Por ti,para ti...só tu,és razão do amor
e de Mel existir!



Mel




Pra você...sabes que és o "menino"dos meus olhos...





3 comentários:

A.S. disse...

Rendo-me às delicias de momentos mágicos... ao mel que sorvo das tuas palavras!


Beijos,
AL

Bia Hain disse...

O poema é lindo, Mel, mas hoje não sou a melhor pessoa para falar de amor. Amei a escolha da música, adoro essa! Um abraço!

margusta disse...

Existe sempre uma razão para o amor...ou talvez não...o amor é irracional !!!...
No entanto nunca nos devemos doar a 100%... os danos causados podem ser irreversíveis...
Obrigada por suas palavras Mel , por seu mail e seu carinho...
Beijo iluminado e uma boa noite!
Bom te ler....

Postar um comentário

Se gostar deixe um comentário

Mel