domingo, 10 de junho de 2012 | By: Mel Santos

No teu pensamento



Que  seja  uma preciosidade 
oculta em tua gaveta secreta...
Que ao abrí-la possa fechar os olhos
e suspirar... que só tu podes decifrar...

Que seja pétalas de rosa dentro do livro do tempo...
Daquelas que desejamos  pra eternidade...

... ainda  que privada do viço...
Que o  perfume do primeiro momento em que a tocaste 
rasgue o ar...
Sempre que teus olhos nela pousar ...
Guarde-a em tua gaveta  - guarde-me!




Mel









2 comentários:

Bia Hain disse...

Guardar alguém, ser guardada, manter o viço dos primeiros encontros é um desafio constante, mas belo, quando buscado a dois. Lindo poema, Mel. Um abraço!

*Escritora de Artes* disse...

Versos sublimes...

Abçs

Postar um comentário

Se gostar deixe um comentário

Mel