quinta-feira, 28 de junho de 2012 | By: Mel Santos


Sentei-me ao lado da esquife,
esperei por vinte quatro horas,
um filme tomou-me de assalto,
como a tristeza toma-me agora...

 
Como sorrimos e brincamos,
quantas alegrias vivemos!
Nem sombra de nós na poesia 

que um dia escrevemos...

[...ela brotava de nós como água
de mina...perfumou nossas 
trilhas,nossas idas e vindas!]

As palavras de amor e paixão
enlaçaram-nos em nó,hoje deitada
em minha esquife choro só...



Mel

"Aqui jaz uma mulher que amou
sem medida...o seu maior pecado!"



Licença Creative Commons 







1 comentários:

Claudemir Resende disse...

Nesses momentos me da vontade de te abraçar e dizer palavras como "tudo vai melhorar, não chore linda, é só uma fase..." qualquer palavra que pudesse devolver o sorriso aos teus lábios...

Postar um comentário

Se gostar deixe um comentário

Mel