quarta-feira, 26 de setembro de 2012 | By: Mel Santos

Quantas...


e quantas vezes mais devo partir...

Esquecer os velhos caminhos
apagar os rastros da estrada?
Dizer que tudo foi em vão
não apaga a caminhada

Se tudo está em minha pele,
na  saudade em mim tatuada!
Apenas dei-te uma trégua,
todavia, não queira proibir as  

minhas lágrimas salgadas...

Se tantas vezes nos despimos,
se tantas e tantas vezes... as 

nossas mãos tocaram hinos...
de aleluia e de glórias...

Não!Não posso te esquecer,
Estás em minha memória
te amei para meu prazer
e do teu prazer fiz história!



Mel


Licença Creative Commons






















0 comentários:

Postar um comentário

Se gostar deixe um comentário

Mel