sexta-feira, 16 de novembro de 2012 | By: Mel Santos

Vida ou morte...


 
 Este teu jeito frágil - chuvoso
...inconfundível cheiro de terra,

as vezes parece morte,
nem principia,nem se encerra...

és apenas grito de dor...

pedido de socorro: SOS de amor!

É certo...que falas tanto em partir,

ah...mas não é bem isso que desejas!...
Queres um amor tão grande...
que tens até medo do que almejas;

É certo...qu'esse solo arenoso,

trás um coração rachado,
pela secura duma partida...
 

No entanto,vives ainda!
À esperar o gosto do bom almíscar,
o qual trás vida,brisa...

Todavia,somente para quem arrisca!

Ah, não!Não é morte o que queres,[definitivamente]

tampouco a privação do toque,lonjura de gente,
queres mesmo,é desfalecer num olhar,num beijo ardente

queres in-fartar,sim... num gozo seco:fulminante
[em mim...]

Mel





Licença Creative Commons






















13 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Gostei muito do teu poema, é excelente.
As tuas palavras encantam-me.
Mel, tem um bom fim de semana.
Beijo.

Bia Hain disse...

Mel, além do poema, a música é incrível! Um abraço, linda semana!

Manuel Luis disse...

Sai de quem sabe escrever com sentido.
Saudações.

Mel Santos disse...

Olá Bia,obrigada,tento adequar as músicas à poesia,ou ao meu gosto musical,pelo menos...

Estou devendo visitas a você,aliás me devendo,pois é sempre um prazer ler suas publicações ,sempre tão reflexivas...

Um beijo!

Mel Santos disse...

Boa noite Manuel Luis,obrigada por sua presença e gentileza...como disse um amigo meu:
"Nem tudo que escrevo vivo,porém tudo que escrevo sinto"...Um abraço!

Mel Santos disse...

Boa noite Nilson!

Obrigada,gentileza sua,é apenas uma singela poesia,você sim,encanta com sua poesia,feliz em tê-lo aqui...um beijo e boa semana!

© Piedade Araújo Sol disse...

um poema cheio de melodia e amor, sensual q.b.

gostei muito!

beijo

Mel Santos disse...

Bom dia Piedade,obrigada,um grande abraço!

Cuidados e Vaidades disse...

Que lindo! Acho muito encantador a pessoa que sabe expor sentimentos e palavras, hoje em dia é muito difícil de se ver coisas bonitas assim. Parabéns!
Beijos!

Manuel Luis disse...

Nós e o planeta onde nasce toda esta fragilidade.
O verificador de palavras é muito embaraçoso para qualquer blogueiro, está cada vez mais difícil de comentar e moroso. Peço o favor de o retirar se concordar comigo.
Receba um beijo de saudações cordiais.

Mel Santos disse...

Já retirei da moderação Manuel Luis,obrigada por sua presença,um abraço!

Mel Santos disse...

Cuidados e Vaidades,

obrigada por seu carinho e comentário,um abraço!

Nilson Barcelli disse...

Reli com igual encanto o teu magnífico poema.
Fico à espera de mais...
Mel, querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijo.

Postar um comentário

Se gostar deixe um comentário

Mel