quarta-feira, 1 de agosto de 2012 | By: Mel Santos

Amor



Venho de outra dimensão,
não sei amar o humano,
o belo,o comum...sou o
rebelde sem causa,não
tenho direito a amor algum.

Carrego essa maldição em
meu peito,o prazer pela dor,
pela cor escarlate! Amor para
mim,não é um enlace,é antes,
um embate...

Tem que ferver minhas veias,
contrair os meus músculos,
doer os meus ossos...penetrar
em minhas entranhas!

Tem que haver uma teia,
viver no crepúsculo...
sonhar com o ócio...há de ser 
a dor mais tamanha - o romper
                                 de um bócio!]

Esse meu coração vagabundo
rebelde sem causa,inda me leva
a um poço profundo,por pensar
que tem asas!





Mel


Licença Creative Commons

1 comentários:

Claudemir Resende disse...

Magnífico linda! Um beijo!

Postar um comentário

Se gostar deixe um comentário

Mel