sábado, 5 de janeiro de 2013 | By: Mel Santos

Sem defesa





Esfreguei a pele com sabão,
debati-me nas pedras e quarei...
teus pensamentos me jogaram
ao chão...em tuas palavras resvalei!

Nenhum vocábulo me limpa,
e ainda me pedes que cale!
Porei as letras à prova,se queres,
ainda que elas te entalem!

Eu nada fiz de tão feio,
a não ser te encontrar
no caminho do meio...
e não ler teus sinais...

Ceguei diante da construção,
e com o"Inviável"sonhei,não vi,
que eram letras bem garrafais!



Mel

 

Licença Creative Commons






Distancia - Nana Caymmi


se é pra falar em distancia falar do meu coração
de coisas sem importância só pra deixar impressão
de que o amor foi guardado trancado numa prisão
fale mas tenha cuidado
se é pra falar outra língua nada que eu queira entender
da chuva que ainda não veio tempo nublado em você
de que seria impossível qualquer aproximação
fale mas preste atenção
é que eu não preciso ouvir de você seu muito obrigado seu muito prazer
o que eu queria é um beijo rasgado
é que eu já cansei de rodeios sutis de ouvir que eu te faço segura e feliz
e tudo tão certo e inacabado
se é pra falar em pecado deixa que eu falo com deus de que daria errado
erros eu já tenho os meus
deixe que eu falo sozinha eu sei melhor me entender
fale com muito carinho
se é pra deixar tudo claro deixe o sol amanhecer
que tudo mais continua mesmo sem eu e você
mesmo porque são palavras tudo pode acontecer
fale mas queira dizer, fale mas queira dizer ...







2 comentários:

Atir Lima disse...

Olá Mel, comentar é como fazer um carinho, é sempre bem-vindo.
Transcrever em poesias os sentimentos que trazemos na alma, sejam eles de amores ou dores é um dom.
Fique na luz.

Mel Santos disse...

Olá Atir,tem razão,é muito bom receber esse carinho do leitor,muito obrigada,um abraço!

Postar um comentário

Se gostar deixe um comentário

Mel