terça-feira, 22 de abril de 2014 | By: Mel Santos

Indiferença

De tão triste essa tristeza,
nem uma nota benfazeja,
vem em meu encalço acudir...

Só a dor da indiferença,
rasgando o meu peito,
meu presente e meu porvir!

Salva-me de tua ausência,
de teu silêncio alucinante,
sem ti não tenho alegria,
sem ti não vejo horizonte,
talvez, não veja nem a luz do dia...

É essa maldita mal-querença,
que mata mais do que doença,
e não há remédio "seu doutor"!

isso é morrer por gosto
isso é morrer de amor...



Mel



Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.

13 comentários:

Domenico Adonini disse...

sua poesia é excelente... desculpe a minha Português... você for realmente bom... ciao

Samuel Balbinot disse...

Bom dia Mel.. muito me encanta teu jeito de poetar e soltar livremente tuas palavras.. a tristeza mexe muito em nosso ser, baixa nosso nível de energia e não nos dá nada além disso.. para se ter um amor ao lado verdadeiramente temos que ser dele o maior dos presentes.. bjs de bom dia

Mel Santos disse...

Boa tarde Domenico, muito obrigada por sua presença!
Olha só, o que importa é a nossa comunicação, se fosse por meio de gestos ou de qualquer outro código, ainda assim valeria a pena...
Estou a lhe dever uma visita...

Um beijo grande!

Domenico Buon pomeriggio, vi ringrazio per la vostra presenza!
Guardate, ciò che conta è la nostra comunicazione, se per mezzo di gesti o altri codici, ma varrebbe la pena ...
Ti devo una visita ...

Un bacione!

( tradutor Google, rs...)

Mel Santos disse...

Boa tarde amigo poeta Samuel!
Poxa, nem imagina o quanto sua presença me deixa feliz, mesmo...
Eu agradeço muito que goste de meu poetar... Sou tão autocrítica, que necessito me disfarçar para escrever "livremente"... E tenho tanto a aprender... E quero aprender! A tristeza realmente baixa a nossa energia, não tenho dúvidas, tanto que hoje já me sinto adoecer... ainda bem que tenho a poesia para extravasar!!

Um grande beijo e até sempre... ( como você diz...rs.)

Domenico Adonini disse...

seis fogo, o seu poema é fogo... não tem que retribuir, fazer o que você sente... next time i'll write in english, it's better, i kiss you

Mel Santos disse...

Domenico, lindo você, escreva no idioma que quiser, eu uso tradutor, um beijo!

Splendido di scrivere nel linguaggio che si desidera, che utilizzo un traduttore, un bacio!

sorridere

Lovely you write in the language you you want to, I use a translator, a kiss!

smile

Domenico Adonini disse...

tu sei uno spirito superiore... ciao

Mel Santos disse...

Lo so, nessuna risposta per tutto, ma debbo rispondere ...
Desidero? ... Io sono uno spirito rotto come che cosa ... usare la poesia
per sfogare la la mia angoscia Domenico ... un bacio!

Domenico Adonini disse...

non sei l unica fidati... sono come te e tanti come noi... è bello parlare con te grazie per la tua presenza

Verânia Aguiar disse...

ola,
gxtei mt, faz o meu estilo tbm :)

Henrique Caldeira dos Santos disse...

Da tristeza surge a poesia mais intensa, e esta não deixa ninguém indiferente!

Mel Santos disse...

Boa tarde Verânia!
Obrigada, que bom que faz seu estilo, então volte outras vezes, beijos!

Mel Santos disse...

Boa tarde Henrique!
Obrigada por sua presença... É isso, a poesia surge da emoção, as vezez sai bela e as vezes não...

Beijos querido poeta, até breve!

Postar um comentário

Se gostar deixe um comentário

Mel